Tão importante quanto a escovação dentária, os cuidados com a escova de dente são essenciais para uma saúde bucal. Por estar em contato frequente com a boca, alguns cuidados são indispensáveis para evitar o acúmulo de fungos e bactérias. São eles:

 

 

  • Lavar em água corrente a escova antes e após o uso;

 

Uma prática simples e de suma importância. Ao lavar a escova em água corrente antes do uso, retira-se os vestígios de sujeira, poeira e germes que ali estão. Após o uso, não só está retirando a pasta de dente, como também possíveis restos de alimentos. 

 

 

  • Não use capas ou qualquer porta-escova fechados, exceto em viagens;

 

Após a utilização, não guarde as escovas utilizando capas ou qualquer outro porta-escova fechado, na intenção de proteger as cerdas, pois estará fazendo o oposto. Após o uso, as cerdas umedecidas, se abafadas serão uma porta de entrada para fungos e bactérias. Portanto, deixe-as ao ar livre a fim de que as cerdas sequem arejadas.

 

 

  • Guardar em posição vertical;

 

Outro ponto importante é a posição que a escova fica guardada. Isto porque, em posição vertical a água escorre e as cerdas secam mais rapidamente, evitando a proliferação de fungos e bactérias.

 

 

  • Deixe longe do vaso sanitário;

 

Ao dar descarga, coliformes fecais ficam presentes no ambiente, como uma nevoa. Mantendo a escova próxima, estes micro-organismos podem se depositar e proliferar nas cerdas. Portanto, o ideal é guardar dentro de um armário ou fora do banheiro.

 

 

  • Não deixe uma escova em contato com a outra;

 

Um hábito muito comum e inapropriado é guardar várias escovas de dente juntas. Ao deixar uma em contato com a outra pode haver troca de bactérias. Portanto, se não houver a possibilidade de guardar em locais diferente, tome os devidos cuidados para que uma não encoste na outra, utilizando por exemplo, porta escova com divisórias. 

 

 

  • Troque regularmente a escova;

 

O recomendado é realizar a troca da escova a cada 3 ou, no máximo 4 meses. Com o tempo de uso, elas começam a perder a rigidez e flexibilidade ideais para manter os dentes saudáveis. Entretanto, esse tempo varia muito de acordo com os cuidados e formas de escovação. Se você utiliza muita força para escovar os dentes, o tempo de troca será mais curto. O importante é ficar atento as cerdas, quando elas começarem a deformar, está na hora de trocar. Outro momento importante para realizar a troca é após um resfriado, ou qualquer doença que possa ter contaminado as cerdas.

 

 

  • Escova de dente é de uso pessoal;

 

Jamais compartilhe a escova com outras pessoas, mesmo da família. Este ato, favorece a transmissão de doenças. O uso deve ser imprescindivelmente pessoal.

 

 

  • Limpar com enxaguante bucal;

 

Pelo menos uma vez na semana é importante borrifar ou deixar as cerdas submersas no enxaguante bucal por 15 minutos, em média. Para que possam ser eliminadas possíveis bactérias.

Como vimos, pequenas mudanças de hábitos fazem toda a diferença. Comece hoje mesmo a adotar medidas de prevenção para que não ocorra a proliferação de fungos e bactérias na sua escova de dente.

 

Fontes: https://www.sorrisologia.com.br/noticia/como-voce-tem-tratado-sua-escova-de-dente-veja-6-cuidados-para-manter-a-ferramenta-longe-de-bacterias_a2951/1

http://www.ib-indusbello.com.br/pt/post/25/higiene-da-escova-de-dentes

https://www.vix.com/pt/bdm/saude/7-cuidados-para-manter-a-escova-de-dente-livre-de-bacterias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *